Poucas pessoas sabem, mas enquanto no ato de verificar uma conta de e-mail, atualizar o status no Facebook ou fazer compras em uma loja online, qualquer usuário deixa rastros. Por meio dessas pistas, os hackers conseguem acessar informações pessoais, como contas bancárias, fotos, senhas de e-mails e afins.

Diante disso, saber proteger as informações pessoais tornou-se algo muito importante nos dias de hoje. Caso contrário, você pode ser vítima de invasão de privacidade, assim como foram as atrizes Jennifer Lawrence e Kate Upton, que tiveram fotos hackeadas e divulgadas na internet. Pensando nisso, a WAZ planejou um guia completo para proteger sua vida online. Confira!

Utilize senhas em seu computador, smartphone e tablet

Vamos começar pelo básico: cadastre uma senha em todos os seus equipamentos pessoais. Esse é o primeiro passo para evitar que informações pessoais como fotos, vídeos, entre outros, caiam em mãos erradas em caso de roubo ou perda. No caso de Iphone e iPad vá em Ajustes > Geral > Bloqueio por código. Já em telefones com Android, busque por Configurações > Localização e Segurança > Configurar Bloqueio de Tela.

senha

Conheça as políticas de privacidade dos sites que você utiliza

Atualmente, sites que oferecem algum tipo de serviço, como Youtube e Amazon, apresentam políticas muito claras (e, infelizmente, muito longas) sobre o que farão com as informações concedidas no cadastro. O ideal é que você as conheça e, se possível, iniba a opção que dá o direito da plataforma reter os seus dados, afinal, mesmo que ela não os divulgue, nada impede que o site seja invadido por hackers, não é mesmo?

Mantenha sua conta de e-mail separada da conta de trabalho

Não utilize sua conta de e-mail do trabalho para fins pessoais (e vice-versa), pois o empregador tem o direito de fiscalizar seu e-mail de trabalho se tiver necessidade. Porém, o Tribunal Superior do Trabalho sentenciou que esta regra é válida desde que haja proibição expressa, em regulamento, da utilização do e-mail para uso pessoal.

Ensine seus filhos a não passarem informações via internet

Se o conselho “não converse com estranhos na rua” era o suficiente para crianças e adolescentes anos atrás, hoje não é mais. Certifique-se de orientar seus filhos a não passar informações pessoais pela internet, tais como nome completo, senhas de qualquer espécie, endereço, entre outras. Além disso, ensine-os a deixar seus perfis expostos no Facebook, Instagram e Twitter apenas para amigos.

perfilfaebook

Utilize as opções de privacidade dos navegadores

Os navegadores apresentam opções e plug-ins que ajudam a aumentar a segurança de suas informações, identificando links perigosos e até mesmo melhorando o controle de cookies — pequenos códigos inseridos no seu computador pela maioria dos sites que você visita. Pode ser um pouco demorado apreender o necessário para efetuar as configurações, mas o esforço valerá a pena.

Delete os cookies e o histórico do seu navegador com frequência

Por falar em cookies, certifique-se de limpá-los de seu computador com frequência. Eles são um dos meios que os hackers utilizam para coletar informações pessoais guardadas no navegador, pois eles guardam senhas e nomes quando, por exemplo, você se cadastra em um site.

Proteja seu computador e smartphone com criptografia

Muitas pessoas ainda não conhecem, mas criptografia é um recurso que torna os arquivos ilegíveis a não ser para a pessoa detentora de uma senha. Em computadores Mac, é possível ativar o recurso acessando Preferência de Sistema > Segurança e Privacidade > Filevault. Nas versões mais atuais de sistemas operacionais Windows, basta ativar o BitLocker através da opção Sistemas e Segurança, localizada dentro do painel de controle. Para smartphones, há vários aplicativos disponíveis no mercado.

Bitlocker-inicio1

Controle seus compartilhamentos

O Facebook, como a maior rede social do mundo, também é alvo de muitos ataques. Para se precaver, vá em Configurações de Privacidade e Ferramentas e configure seus compartilhamentos apenas para os grupos que deseja, desativando o compartilhamento automático. Além disso, não se esqueça de sempre “sair” de sua conta, independentemente de qual computador você estiver usando. Esta dica vale também para todas as outras redes sociais existentes.

Seguindo esses cuidados, com certeza você estará bem mais protegido de ter dados pessoais espalhados por aí. E você, conhece alguém que tenha tido as informações espalhadas pela internet? Você já se protege de alguma forma? Conte-nos deixando um comentário!


Comentários

Comentários