Pode parecer simples, mas selecionar o mouse ideal requer atenção aos detalhes para fazer sua escolha. Aquele que é bom para você pode não ser necessariamente o melhor para outra pessoa. Para eleger aquele que te atenderá, leve em conta questões como o equipamento em que irá usá-lo, a finalidade, o tipo de uso e a necessidade ou não de transportá-lo.

Para ficar satisfeito com a sua escolha, separamos algumas dicas que podem ajudá-lo! Confira:

Tamanho: normal ou mini?

Os minis mouses funcionam muito bem e são práticos para o uso em laptops, sobretudo para quem o leva para todo lugar. Se você gosta de estudar na biblioteca ou viaja bastante, pode ser uma boa! No entanto, não são indicados para quem tem o costume de jogar ou trabalhar durante muitas horas seguidas, pois além de serem pequenos (cobrindo a mão toda sua extensão) têm uma capacidade de precisão frequentemente limitada.

pegm

Com ou sem fio?

  • Wireless: São comumente utilizados em escritórios, por oferecerem liberdade de movimento ao usuário e diminuírem a quantidade de fios que pode algumas vezes deixar o ambiente desordenado. Funciona comumente à base de pilhas ou baterias recarregáveis. Pode ser utilizado via Bluetooth ou Wi-Fi. Seu maior inconveniente é que pode descarregar na hora em que são mais necessários! Modelos mais sofisticados podem ser carregados durante o uso, mas são um pouco mais caros.

  • Com fio: São bastante práticos, não exigindo recarga. Costumam ser mais leves e confiáveis. Para quem precisa de perfomance, são a escolha certa, já que seu tempo de resposta é consideravelmente menor.

Peso:

O peso do mouse é uma questão mais importante que muitas vezes nos damos conta. Evite aqueles com mais de 130 gramas, sobretudo se para sessões longas de uso. Além de causar desconforto, ele pode resultar em problemas de saúde, causando a longo prazo doenças como tendinite ou LER (lesão por esforço repetitivo). Aparelhos top de linha podem ter o seu peso ajustado com pesinhos, para a medida ideal de cada usuário.

Lifehacker_MouseRoundup

Quantidade de botões:

A composição comum do mouse é: rodinha, botão direito e esquerdo. Para quem navega muito, podem ser práticos os mouses com dois botões laterais úteis para as funções de avanças e regredir no histórico. Já para os jogadores, são recomendados aqueles com botões extra, sobretudo os de função configurável. A agilidade pode ser a diferença entre a vitória e derrota naquela partida apertada!

Alguns perfis apresentam uma demanda bastante clara, como os canhotos e os jogadores (já mencionados). Confiram algumas dicas:

Canhotos:

Infelizmente, os fabricantes não se focam muito neles, sendo o mercado muitas vezes voltado aos destros. Tanto que muitos canhotos acabam se adaptando ao uso do mouse na mão direita. O que precisa então fazer nesse caso é pesquisar marcas que fabricam mouses ambidestros. Tenha paciência para obter o melhor para você, pois esta escolha é fundamental no cuidado com o seu corpo.

lefthand

Jogadores:

Como deve ter notado, os jogadores hoje encontram uma enorme variedade de mouses feitos para atendê-los em suas especificidades. São recomendados acima de tudo aqueles com mais botões, oferecendo agilidade e conforto, além do peso ajustável, já que a grande movimentação pode causar danos. O melhor, para não se arrepender, é testar sua opção antes de comprar!

mmogamingmice

E você, caro leitor? Já tem um mouse preferido? Está procurando um substituto para aquele velho de guerra que já está quase falhando? Deixe seu comentário!


Comentários

Comentários