[Lançamento] NVIDIA GeForce GTX 260 e GTX 280

Quem comprou uma placa como a GeForce 8800GTX em seu lançamento (final de 2006) não fez um mal negócio, afinal, até “ontem era” umas das placas mais possantes do mercado. Durou bastante o reinado da GPU G80, que ano passado recebeu uma atualização (algumas partes para o bem, outras para o mal) e se tranformou na G92.

Mas agora a atualização foi um pouco mais profunda (visto a segunda geração de processadores unificados e suporte para a tecnologia PhysX) e até o nome das novas placas mudou pra valer. Adeus sequência das 8800 e 9800 (bom, algumas versões ainda vão continuar por um bom tempo no mercado), alou GeForce Série 200: GTX 260 e GTX 280.

Vamos a uma rápida análise técnica:

GTX 260: GPU / Shaders / Memória @ 576 / 1.242 / 2.000MHz, 192 processadores stream e 896MB de memória GDDR3 com interface de 448bits.

GTX 280: GPU / Shaders / Memória @ 602 / 1.296 / 2.214MHz, 240 processadores stream e 1GB de memória GDDR3 com interface de 512bits.

Existem mais algumas diferenças técnicas que separam a 260 da 280, mas Gizmo não vai ficar entediando você com elas. Para vê-las, confira os sites lá no final. A expectativa é que a GTX 280 ocupe a faixa de preço (no lançamento né) da 9800GX2 (que já está caindo de preço) e a GTX 260 ocupe a faixa de preço da 9800GTX (também está caindo de preço).

Clique para ampliar 
NVIDIA GeForce GTX 280 Tri-SLI.

Ambas as GTX são baseadas no núcleo GT200 de 65nm, têm interface PCI Express 16x v2.0, suporte para OpenGL 2.1, DirectX 10 (isso mesmo… não há suporte para DirectX 10.1), Shader 4.0, HDCP e tecnologias como NVIDIA Purevideo HD, CUDA, HybridPower e SLI / Tri-SLI. Mais especificações você pode ver aqui (GTX 280) ou acolá (GTX 260). Um pena é ver conexões DVI-I acompanhadas da S-Video. Nesta época de evolução do mercado para aparelhos (como televisores) com conexões digitais (como o HDMI), parece um contracenso.

Assim como já vinha ocorrendo desde as G92, as GTX têm um conector S/PDIF de 2 pinos para receber o áudio da placa de som e transmití-lo pelo DVI junto com o vídeo e, diferente do que muitos sites estão publicando, ambas GTX suportam resoluções de até 2.560 x 1.600.

Clique para ampliar
A NVIDIA e seu novo demo Medusa.
Veja os vídeos: 1 (174MB) / 2 (185MB) / 3 (252MB).

Não espere avanços no quesito consumo: as novas GTX são fominha e vêm com um conector PCI Express de 6 pinos e outro de 8 pinos (6 + 6 para a GTX 260). Assim como na 9800GTX, na GTX 280 há um led no espelho traseiro que indica se os cabos de energia estão corretamente conectados. O comprimento das placas? Ambas tem meros 26,7cm…

Interessante é a NVIDIA divulgar em suas páginas mais detalhes sobre temperatura da GPU e a potência que as GTX precisam.

– Temperatura máxima da GPU: 105ºC.
– Máxima potência requerida: 182W para GTX 260 e 236W para GTX 280.

A NVIDIA já publicou que a lista de parceiros que irão oferecer as novas placas é longa e inclui: Asus, BFG, Emtek, Evga, Gainward, Galaxy, Gigabyte, Innovision, Leadtek, MSI, Palit, PC Parter / Zotac, PNY, Point of View, Unika, Unitek e XFX. O preço sugerido de venda para o usuário final fica na casa dos 399$ para a GTX 260 e 649$ para a GTX 280.

A Zotac foi uma das primeira a disparar no ar a sua GTX 280, versão AMP!.

Clique para ampliar     Clique para ampliar 

A GPU vem overclockada para 700MHz, os shaders a 1,4GHz e as memórias a 2,3GHz. Nada mal também é ver o jogo RaceDriver GRID incluso no pacote de acessórios. Um review dela pode ser visto aqui.

Mas no final das contas, um item é o mais importante de todos: desempenho. Como será que essas novas GTX se comportam frente às atuais? Confira então aqui: 1 / 2 / 3 / 4 / 5 / 6 / 7. Aí entra o segundo ponto, em termos de custo, visto que nem sempre a novidade vai conseguir bater as veteranas, como a 9800 GX2 ou SLI de 8800GT. É esperar pra ver o que pode acontecer, principalmente quando o concorrente lançar daqui a pouco as suas armas.

Comentários

Comentários


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *