Poucos assuntos são mais polêmicos, na área de tecnologia, do que a segurança de dados. Principalmente após a criação dos sistemas de armazenamento em nuvem e dos debates a respeito do domínio que determinadas megacorporações têm sobre nossas informações pessoais, a segurança de dados é uma preocupação justa, tanto para empresários, quanto para usuários de redes domésticas.

Infelizmente, não podemos solucionar de uma vez por todas os problemas relativos à encriptação e transmissão de dados. Mas nem tudo está perdido! Existem mecanismos para aumentar a segurança e confiabilidade de suas informações e dados em rede, e aqui vamos falar de um deles: o NAS (Network-Attached Storage). Continue acompanhando o nosso artigo e confira!

O que é um NAS?

Em termos simples, um NAS é um computador especializado no armazenamento e distribuição de arquivos e dados em uma determinada rede local, atuando como servidor desta mesma rede. Na prática, é uma máquina que inclui um ou vários HDs em um mesmo centro físico de armazenamento, integrado a uma rede e independente dos computadores clientes (ou seja, os computadores que utilizam essa rede).

qnap_ts469pro_1

Quais as vantagens do NAS?

Backups seguros e constantes

Uma primeira vantagem do aparelho NAS é a possibilidade de configurá-lo para realizar backups diários de todos os computadores da rede. Isto significa que um determinado aparelho integrado à rede tem seus dados garantidos em caso de mau funcionamento ou quebra. A parte mais bacana é que, já que o NAS é um aparelho independente dos clientes, ele realiza o backup, inclusive, de notebooks (diferente do sistema RAID, que depende de vários HDs, impossível para computadores móveis).

Garante redundância e segurança

Geralmente, ouvimos a palavra “redundância” com conotação negativa, mas ela é essencial para a garantia de segurança em sistemas de informação. Ter redundância em armazenamento de dados significa que dois ou mais HDs podem ser responsáveis por um mesmo grupo de dados. Assim, caso um destes HDs pare de funcionar, o outro assume a responsabilidade e nenhum dado se perde. Os aparelhos NAS podem utilizar sistemas RAID quanto equipados com vários HDs para garantir redundância (aumentando a segurança dos dados) e ainda assim permanecer independente dos clientes da rede, liberando espaço e capacidade de processamento para outras tarefas.

Além disso, por ser um aparelho ligado em rede local e que armazena os dados em um determinado espaço físico, os dados daquela rede estarão livres do domínio de grandes corporações. Esta mesma garantia não pode ser dada pelo armazenamento em nuvem convencional e alheio à rede, como, por exemplo, o Google Drive e o Dropbox.

Fácil de acessar, instalar e incrementar

Os aparelhos NAS contam com uma vantagem sobre outros sistemas de armazenamento de dados em rede: um sistema operacional próprio, com seu próprio sistema de arquivos. O sistema operacional dos NAS faz com que eles sejam capazes de realizar tarefas como a eliminação de arquivos repetidos hospedados em clientes diferentes, ou a organização de arquivos por hierarquia ou prioridade de acesso, fazendo com que dados mais importantes tenham maior fluidez (independentemente do tráfego de rede). Além disso, os NAS têm um sistema de arquivos próprio. Isto significa que o próprio NAS é responsável por selecionar as informações requeridas pelo computador cliente (diferente de outros sistemas em que o servidor lança os dados ao cliente, e o cliente em seguida seleciona os dados relevantes, consumindo tempo e capacidade de processamento).

Por fim, os NAS são fáceis de instalar e configurar: geralmente estas tarefas são realizadas em um dos clientes, através de um browser (semelhante à instalação de um roteador). Geralmente, não é necessário ter profundo conhecimento técnico para configurá-los, tornando-os ideais para redes domésticas ou pequenas redes comerciais, de início. Isso nos leva a uma outra vantagem: os NAS podem ser melhorados conforme a necessidade do usuário. Seja pela troca dos HDs do aparelho, o aumento da quantidade de HDs ou a aquisição de novos NAS integrados à rede, a capacidade de armazenamento pode ser ampliada na medida em que crescem as demandas da rede, o que faz com que os NAS sejam um investimento interessante tanto no curto quanto no longo prazo.

Já há alguns anos, o preço dos NAS têm baixado consideravelmente, tornando-os acessíveis para uso doméstico. Em termos de custo-benefício, é difícil argumentar que não vale a pena investir num NAS, caso a segurança e garantia de acesso aos dados seja uma preocupação dos administradores da rede.

E você, já conhecia essas máquinas? Tem alguma dúvida ou consideração? Conte pra nós através do espaço de comentários!

Comentários

Comentários