Quando se está à procura de uma melhora na performance do seu computador uma sugestão que se está se tornando cada vez mais frequente é trocar o HD da máquina por um SSD. E, realmente, pode ser uma ótima ideia. Mas para saber se no seu caso o ganho valerá o custo é bom tomar alguns cuidados e saber exatamente o que você está adquirindo. 

O que é, exatamente, um SSD?

SSD é a abreviação para Solid State Drive, literalmente, Unidade de Estado Sólido. Isso diz respeito à forma usada pelo disco para armazenar dados. Os HDs convencionais –Hard Disk Drives, unidades de disco rígido- possuem discos metálicos que giram a até 10.000 rotações por minuto. Cabeças magnéticas movem-se sobre os discos, fazendo a leitura e gravação dos dados, suspensas a poucos nanômetros da superfície. Já os SSDs utilizam memória flash, bastante parecida com a utilizada em pendrives e cartões de memória. Um circuito integrado substitui todo o aparato mecânico para o armazenamento dos dados. A tecnologia é bem diferente, mas ele possui exatamente a mesma função do HD comum: guardar suas informações, acessá-las e alterá-las conforme necessário.

HD SSD

As vantagens

O que torna o upgrade para o SSD muito atraente é principalmente sua velocidade. Como ele não precisa esperar a cabeça magnética se mover até o local onde a informação está armazenada, os tempos de acesso são muito menores, tornando-os muito mais eficientes e ágeis. Os SSDs chegam a desempenhar certas tarefas até 40 vezes mais rápido que um HD comum e essa diferença é bastante percebida no uso diário do computador. O ganho exato varia muito de caso a caso, mas é comum que o tempo de inicialização do sistema seja reduzido em menos da metade. Programas passam a carregar quase instantaneamente. A ausência de partes móveis os torna 100% silenciosos e permite que usem menos energia, o que pode aumentar o tempo de vida da bateria de laptops. Eles também são mais leves, resistentes e geram menos calor, características especialmente vantajosas em notebooks.

corsair_force_series_gs_128

 

Possíveis problemas

Nem tudo são flores entretanto. A tecnologia dos SSDs ainda é relativamente recente. Por isto eles possuem capacidade total de armazenamento menor que a dos HDs convencionais e custam mais caro, bem mais caro. O preço médio de um HD de 1 TB, ou 1024 GB de memória, é em torno de 300 reais. Um SSD nesta faixa de preço possui apenas 60 GB. Quer dizer, o preço por megabyte é entre 15 e 20 vezes maior, dependendo da compra.

kit-samsung-840-series-mz-7td500kw-500gb_MLB-O-3740931630_012013

Como decidir?

A primeira coisa é saber se o motivo da sua lentidão é realmente seu HD. Se seu computador tem problemas ao navegar na internet, por exemplo, talvez seja o seu provedor ou o seu modem que estejam ruins. Problemas de rede também geram lentidão para quem trabalha com arquivos em servidores externos e intranet. Nestes casos é possível que um SSD seja de pouca ou nenhuma ajuda.

Você deve considerar também se o seu computador tem capacidade para receber um SSD. Máquinas mais antigas podem simplesmente não ser compatíveis. Este problema é mais comum em notebooks. Em alguns modelos simplesmente é impossível instalar um disco novo, confira isto com o fabricante da sua máquina. Pense também no seu sistema operacional. Se você usa Windows XP por exemplo, os ganhos de velocidade são reduzidos pela incapacidade do sistema de usar todos os recursos do SSD. Você deve considerar um upgrade neste caso.

Outra coisa a se considerar é seu perfil de uso. Se você usa o computador mais para documentos de texto, planilhas, pesquisas na internet e afins, a capacidade limitada do SSD não deverá ser um problema. Mas se você tem muitos jogos, trabalha com edição de fotos e vídeos, provavelmente ficará incomodado pela falta de espaço para guardar tudo. É possível encontrar SSDs de até 480Gb, mas o preços são muito altos. Algo em torno de 3 mil reais. E para quem trabalha com vídeo por exemplo, este espaço ainda é insuficiente.

Nesse caso, a melhor solução é montar sistemas híbridos, contendo um HD tradicional e um SSD. O sistema e todos os programas são instalados no SSD. Isto faz com que programas abram mais rápido, o computador se inicie com mais agilidade e melhora a resposta geral da máquina. Já o HD guarda fotos, vídeos, filmes e música. Arquivos bem maiores, de uso menos constante e que impactam menos na velocidade geral do sistema. Isto não é possível, entretanto, em muitos notebooks, que possuem espaço físico para apenas um disco rígido.

detail_400R_toolfree_HD

Conclusão

A instalação de um SSD é sem dúvida um dos upgrades mais bacanas que você pode fazer. A diferença na velocidade e agilidade do sistema são gritantes e isto pode dar vida nova a uma máquina que já não esteja respondendo muito bem. As vantagens são muitas e os preços já estão acessíveis e caindo a cada dia, mas é necessário considerar antes da compra o seu caso específico e como você usa seu computador. Se ainda não tiver certeza, procure uma loja especializada ou técnico de confiança para orientá-lo e bom upgrade!

Comentários

Comentários