Na última semana, a Intel foi acusada de não corrigir totalmente, as falhas relacionadas aos seus processadores e, para completar, teve que abrir um processo de recall para um dos seus chips para servidores, o processador Xeon E-2274G. 
O motivo deste “recall” é mais incomum do que parece. O cooler Box, que acompanha o processador, não seria suficiente para dar conta de toda o potência dissipada pelo chip, que é de 83W em condições normais.
Anunciado no segundo semestre do ano, o Xeon E-2274G é um processador com quatro núcleos, cada um deles com 4GHz (4,9 GHz em boost) de frequência. 
Conta com litografia de 14 nanômetros e 8MB de cache, seus 83W de potência dissipada nem são um valor tão alto assim.
A Intel informa em seu comunicado, no entanto, que o cooler Box DHA-A (ou E97378-003), como é identificado, não atende aos requisitos de desempenho térmico, ou seja, não resfria o processador tanto quanto deveria.
Um detalhe que torna o recall curioso e consequentemente acaba nos fazendo questionar se não há outra razão para o procedimento – é o fato de o cooler DHA-A ser usado pela Intel em processadores de até 84 W desde 2013.

Comentários

Comentários