Ainda que a NVIDIA seja a “queridinha” na hora de comprar placas de vídeo para computadores do tipo desktop quando o assunto são games, a AMD superou a sua concorrente em vendas globais de GPU´s.

De acordo com um relatório da Jon Peddie Research (JPR), no terceiro trimestre de 2019, os dados revelam que a AMD possui 17.2% do mercado de placa de vídeo, o que é um impressionante crescimento de 9.2% em relação ao trimestre anterior.

A Nvidia por sua vez, permaneceu estável em 16%. A Intel, por outro lado, perdeu 1,4%, mas ainda está muito à frente, com uma fatia do mercado de GPUs em 66,9%.

Neste relatório, estes números incluem as vendas gerais de computadores gráficos (porém não a de consoles), incluindo as Unidade de Processamento Acelerado (APU) da AMD.

Esse é o motivo da Intel estar lá na frente, uma vez que uma grande parcela dos seus processadores possuem gráficos integrados, com um montante de vendas muito superior à AMD, especialmente quando se trata de notebooks.

Ao analisarmos as placas para PC isoladamente, AMD agora corresponde a quase a um terço do mercado, com 32.1%. O que deixa a Nvidia com a maior parte do mercado detendo 67.9%.

A divisão é um pouco mais desigual nos laptops, onde as GPUs da Nvidia conta com uma participação de 74% contra 26% da AMD.

Aqui está o por quê da Nvidia estar preocupada. Os números da GPU levam em consideração as séries GeForce RTX 20 e GeForce GTX 16, ambas baseadas em sua mais recente arquitetura, Turing, mas a AMD lançou recentemente sua série Radeon RX 5700.

As Navi podem muito bem dar um impulso para a AMD, tanto em vendas de GPU quanto um todo e tudo isso sem o trunfo do ray tracing, no que se diz respeito da AMD.

Provavelmente estaríamos sendo um pouco otimistas de esperar uma guerra de preços de GPU, mas aí, tudo é possível.

Comentários

Comentários