A AMD acaba de anunciar os processadores para uso empresarial, voltados para servidores, a 2ª geração da linha Epyc, baseada na arquitetura Zen 2 de núcleos, com processo de fabricação em 7 nanômetros.

Os novos processadores Epyc suportam até 64 núcleos, prometendo a melhor performance dentro do seu segmento e um custo total de propriedade (TCO) reduzido em até 50%, dependendo das aplicações e suas respectivas cargas trabalho.

O anúncio dos novos Epyc de 2ª geração consolida ainda mais a AMD no mercado, com grandes empresas participando e divulgando que vão usar seus processadores em aplicações futuras. Entre as grandes empresas, a Google com a Google Cloud Compute Engine, a Microsoft com sua plataforma Azure, e o Twitter se destacam. Todas com planos de implementar soluções Ryzen ainda este ano.

HPE, Cray, Lenovo, Dell e VMware foram outras companhias que participaram do evento para falar de seus modelos de negócio com o uso dos processadores Epyc baseados em Zen 2.

De acordo com Lisa Su, CEO da AMD, será estabelecido um novo padrão para os datacenters modernos com o lançamento da segunda geração de processadores AMD Epyc. A adoção destes está aumentando gradativamente com diversas novas empresas, nuvem e clientes HPC escolhendo processadores Epyc para entregar suas necessidades computacionais de maior demanda.

“A capacidade de computação escalável, memória e performance I/O vão expandir a habilidade de levar a inovação adiante em nossa infraestrutura e vai dar aos clientes da Google Cloud a flexibilidade para escolher o melhor VM para suas cargas de trabalho.”
Bart Sano, vice-presidente de engenharia da Google

Com o anúncio, as ações da AMD subiram e os analistas estão prevendo que a empresa pode conquistar até 10% a mais do mercado de servidores em suas projeções mais otimistas.

Comentários

Comentários