A pouco tempo começaram a surgir as notícias sobre as novas TVs com resolução 8K graças à geração da tecnologia DisplayPort 2.0.

Espera-se que os primeiros produtos incorporando o novo padrão DP 2.0 sejam disponibilizados até o final de 2020, de acordo com a Video Electronics Standards Association (VESA).

O padrão DP 2.0 utilizará o mesmo conector já existente, disponível em PCs e monitores ou ser utilizado por cabos que usam o conector USB-C padrão, embora você ainda precise de um PC com DP 2.0 para suportá-lo.

O DP 2.0 oferece três vezes mais largura de banda que o padrão atual DP 1.4a. O novo padrão mantém as quatro faixas de dados disponíveis, com uma taxa de link aumentada para 20 Gbps e com codificação de canal de 128 bits/132 bits. Isso se traduz em um máximo de 77 Gbps, com suporte para vídeo 8K: 7.680 x 4.320 a 60 Hz, com resolução de 4:4:4 em cores a 30 bits por pixel para HDR.

A VESA observou que a emissora japonesa NHK, já começou a transmitir conteúdos em 8K, incluindo os planos de transmitir as Olimpíadas de Tóquio em 2020 nesta resolução. Em contrapartida, nenhuma emissora dos EUA oferece um pacote nem mesmo em 4K, embora alguns conteúdos da Netflix possam estar disponíveis nesta resolução com a assinatura premium. A VESA espera que o novo padrão ajude a impulsionar o surgimento de aparelhos compatíveis com o DP 2.0.

As configurações de vídeo suportadas que o DP 2.0 são:

Resoluções de monitor único:
Um display de 16K (15.360 × 8.460) a 60 Hz e 30 bits por pixel (bpp) 4:4:4 HDR (com Display Stream Compression ou DSC)
Um display de 10K (10.240 × 4.320) a 60 Hz e 24 bpp 4:4:4 (sem compressão)
Um visor 8K (7.680 x 4.320) a 60 Hz e 30 bpp 4:4:4

Resoluções de monitor duplo:
Dois displays 8K (7.680 × 4.320) a 120 Hz e 30 bpp 4:4:4 HDR (com DSC)
Dois displays 4K (3.840 × 2.160) a 144 Hz e 24 bpp 4:4:4 (sem compressão)

Resoluções de exibição tripla:
Três displays 10K (10.240 × 4.320) a 60 Hz e 30 bpp 4:4:4 HDR (com DSC)
Três displays 4K (3.840 × 2.160) a 90 Hz e 30 bpp 4:4:4 HDR (sem compressão)

O uso do conector USB-C no que é conhecido como DP Alt Mode, em oposição ao tradicional cabeamento DisplayPort, também oferece à fabricante de PCs a opção de dividir as quatro faixas de dados em pares. Um par pode ser usado para E/S geral e outro especificamente para vídeo. O que isto significa é que, essencialmente, 38.7 Gbps serão alocados para vídeo e outros 38.7 Gbps para dados, reduzindo as configurações de vídeo disponíveis para isso:

Três displays 4K (3.840 × 2.160) a 144 Hz HDR e 30 bpp 4:4:4 HDR (com DSC)
Dois displays 4Kx4K (4.096 × 4.096) (para fones de ouvido RA/RV) a 120Hz e 30 bpp 4:4:4 HDR (com DSC)
Três displays QHD (2.560 × 1.440) a 120 Hz e 24 bpp 4:4:4 (sem compressão)
Um display 8K (7.680 × 4.320) a 30 Hz e 30 bpp 4:4:4 HDR (sem compressão)

A dúvida será em como fabricantes de desktops, notebooks e chips implementarão o DP 2.0, ou se escolherão HDMI sobre DP, ou vice-versa. A única resposta que temos vem da Intel, que publicamente divulgou sua contribuição do padrão Thunderbolt 3.0 para suportar o DP 2.0. Isso significa que você verá o suporte ao DP 2.0 em produtos equipados com processadores Core da Intel.

Comentários

Comentários