As recém anunciadas Radeon RX 5700 e 5700 XT baseadas na arquitetura NAVI, já estão dando o que falar entre os entusiastas em hardware.

Isto tudo porque apesar da sua nova arquitetura Navi oferecer uma performance de 1.25x por clock e 1.5x por performance por watt, elas não são tão sofisticadas quanto uma Radeon VII de 13.8 TFLOP. Com especificações de 9,75 TFLOPs e 7,95 TFLOPs de potência computacional respectivamente, e com 8 GB de memória GDDR6 em vez de 16 GB de HBM2, a série 5700 não é bem o que os consumidores esperavam.

Ao que tudo indica, a estratégia é competir com a Nvidia, especificamente concorrendo com a GeForce RTX 2070 e RTX 2060. Você pagará $450 pela Radeon 5700 XT, comparado aos $500 cobrados pela 2070 da Nvidia, enquanto a Radeon 5700 irá custar $380. Um pouco mais caro que os $350 de uma 2060 da Nvidia.

Dependendo do jogo, elas podem ter um impulso significativo ou apenas empatar no quesito desempenho, porém a 5700 se sai melhor contra a NVIDIA que a 5700 XT.

 

Agora com sistema de refrigeração do tipo blower a AMD afirma que o ruído produzido pelas ventoinhas é de até 43dB.

Em termos de exibição, estarão disponíveis as portas DisplayPort 1.4 e HDMI 2.0b, suportando uma resolução máxima de 4K a 240Hz, 4K com HDR a 120Hz ou 8K com HDR a 60Hz.

Juntamente com as novas placas, algumas tecnologias virão embarcadas, como por exemplo o Radeon Image Sharpening, que é um software que utiliza um algoritmo semelhante ao  FXAA que faz com que um jogo com upscaling se aproxime da qualidade de resolução em 4K nativo sem prejudicar o framerate, e sem as limitações do  DLSS da Nvidia

 

A AMD afirma que o uso do Radeon Image Sharpening (RIS) tem perda baixíssima em relação ao framerate – menor que meio por cento – e funciona em milhares de games sem a necessidade de que as desenvolvedoras tenham que fazer novas implementações de compatibilidade em seus jogos.

A boa novidade é que outras placas de vídeos e de outras fabricantes poderão utilizar essa técnica também, e a AMD está trabalhando com algumas para integra-la diretamente nos jogos: a versão genérica está sendo chamada de Contrast Adaptive Sharpening. Isso é bom, porque a implementação on-card da AMD não funcionará com títulos DirectX 11, apenas DX9, 10, 12 e Vulkan no Windows 10, e por enquanto, será uma exclusividade da série RX 5700.

Foi apresentada também, a tecnologia Radeon Anti-Lag, o qual reduzirá drasticamente o tempo que um jogo leva para reconhecer o acionamento de um botão em situações em que seu jogo está estressando a sua placa gráfica, o que em teoria lhe dará uma vantagem competitiva.

As novas placas serão lançadas dia 7 de julho, além de uma edição de $500 dólares da Radeon RX 5700 XT 50th Anniversary Edition com um chassi preto escuro e clocks maiores que permitem alcançar a marca 10TFLOP.

Comentários

Comentários