Quem não se lembra do Kinect, periférico que permitia capturar os movimentos do jogador e transmiti-los para os controles dos games? O dispositivo surgiu no XBOX 360 e posteriormente foi lançado também no Xbox One, em uma nova versão e com uma forte campanha da Microsoft evidenciando seus benefícios e possibilidades futuras.

Naquela época, a Microsoft afirmava que o periférico era essencial para uma experiência completa no console. Até uma versão para PC foi lançada sem muito alvoroço.

Acontece que ninguém queria pagar pelo Kinect no Xbox One, em uma venda casada. Nem todo consumidor estava interessado em usar o periférico e a maioria pedia por uma versão do console, mais barata e sem precisar ser obrigado  a levá-lo para casa junto ao console.

Os desenvolvedores também não utilizavam tanto o Kinect, salvo os jogos musicais de dança, como Just Dance e Dance Dance Revolution. Foram poucos os gêneros que exploraram o potencial do sensor de movimentos. A Microsoft insistiu o quanto pode e finalmente decidiu abandonar o Kinect no Xbox One.

Apesar disso, sua tecnologia segue sendo bastante explorada em outros segmentos, principalmente na pesquisa e desenvolvimento. É por isso que agora o periférico evoluiu para uma nova versão: o Azure Kinect Developer Kit.

O Kinect Azure agora utiliza o poder computacional nuvem realizar tarefas com maior poder de processamento. A Microsoft recomenda seu uso especialmente para o desenvolvimento de Inteligência Artificial.

Usando a plataforma Azure, o Kinect exige menor performance dos sistemas locais em suas aplicações, usando IA na profundidade de imagens ou sendo pareado com outros Kinects Azure para criar por exemplo um o mapeamento 3D de ambiente.

O Azure Kinect Developer Kit vem com todos os sensores do Kinect tradicional, um conjunto de sete microfones e uma câmera RGB de 12MP, além da câmera de profundidade de 1MP, com sensor ToF (time-of-flight).

O periférico foi anunciado pelo preço de US$ 399, mas já está sendo usado em alguns locais. A marca Ocuvera, por exemplo, criou um sensor especializado para cuidados hospitalares usando a nova versão do Kinect Azure.

Ele foi programado usando IA para detectar quando um paciente está para cair e alertar o pessoal responsável para prestar socorro antes mesmo que o tombo aconteça.

O produto vai ser inicialmente comercializado nos EUA e China.

Comentários

Comentários