A muito tempo atrás, lá pro ano de 2004, antes da existência do Razer Naga, Mamba e até mesmo do DeathAdder, existia o Diamondback.

Agora ele está de volta totalmente atualizado e vamos poder conferir de perto suas novidades.

DESIGN

O design Diamondback é totalmente simétrico.

Seu perfil é alongado assim como seus botões principais que ocupam quase metade do tamanho do mouse.

Nas laterais, minúsculos botões extras alinhados e rugosidades emborrachadas.

Como complemento temos o logotipo da Razer, o scroll e o contorno do mouse retro iluminado por Leds.

rzr_diamondback_02

ACABAMENTO

O acabamento, como sempre, é muito bom e não foge ao padrão Razer.

A lateral e o scroll são revestidos em borracha, e apresentam rugosidades para uma melhor pegada.

O cabo USB é revestido em fibra trançada e seu conector é banhado a ouro.

Na parte inferior 3 amplos pezinhos em teflon.

rzr_diamondback_01

ERGONOMIA

Projetado para destros ou canhotos o Diamondback se sai melhor com uma pegada do tipo Palm Grip, mas também é ótimo com a pegada Claw Grip quando acionamos os botões laterais.

Por ser alongado, este mouse é extremamente confortável e permite realmente de você descanse a mão sob ele.

Falando do scroll ele é bem suave e leve.

Os botões laterais, apesar de minúsculos são muito fáceis de ser acionados.

rzr_diamondback_03

ESPECIFICAÇÕES

A seguir algumas das especificações do Diamondback:

  • Formato ambidestro
  • Sensor laser 16.000 DPI 5G
  • Até 210 polegadas por segundo / 50 g de aceleração
  • Ultrapassagem de 1000 Hz
  • Ajuste de sensibilidade On-The-Fly
  • Chroma iluminação personalizável
  • Sincronização de cores entre dispositivos
  • 7 Botões programáveis
  • Razer Synapse ativado
  • 2,1 m / 7 ft cabo de fibra trançada
  • Tamanho aproximado: 125mm x 60mm 30mm
  • Peso aproximado: 89 g / 0,09 lbs (sem cabo)

RECURSOS

Com 7 botões programáveis através do software Razer Sinapse, o Diamondback permite configurar macros e funções para qualquer tipo de jogo.

Pelo mesmo software controlamos também a retro iluminação com até 16,8 milhões de cores, efeitos e transições diversas.

Controle de DPI em tempo real também está disponível neste modelo.

rzr_diamondback_04

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Sua versão original surgiu em 2004 e encerrou sua produção em 2007 com algumas atualizações.

Em 2015 o Diamondback voltou com tudo, trazendo as principais tendências dos periféricos gamer da atualidade, sendo um mouse muito melhor do que no passado.

O principal atrativo aqui é a ergonomia, aliada é claro à iluminação RGB.

Mouses com ergonomia como o Diamondback são raros e por isto que seu retorno foi muito bem vindo ao mercado.

Se você gostou do DiamondBack, acesse www.waz.com.br. Lá tem uma série de produtos para quem é fanático por tecnologia.

Comentários

Comentários