Não é comum realizamos com muita frequência, o upgrade da Placa de Vídeo em nossos computadores. Na verdade, tentamos prolongar a vida útil da mesma sempre que possível.

Tendo isto em mente, é ideal mantermos a Placa de Vídeo otimizada.

A WAZ selecionou algumas dicas para que você possa extrair o máximo de desempenho da sua Placa de Vídeo.

1 – Atualização de drivers

O driver é um software que controla o acesso à sua Placa de Vídeo. As fabricantes de processadores gráficos, a todo instante trabalham para otimizar os drivers para que suas Placas de Vídeo obtenham a melhor performance possível.

Estas otimizações impactam diretamente na performance da placa e até mesmo na sua temperatura de operação, uma vez que podem requerer menor carga de processamento em uma determinada instrução após uma atualização.

Atualizar os drivers assim que lançados, garantem maior compatibilidade e melhor uso de seus recursos, principalmente com relação a novos jogos.

2 – Configurando o Driver de Vídeo

Se você não possui uma Placa de Vídeo Top de linha, provavelmente você precisará redefinir algumas configurações 3D internas do jogo para que não sejam consumidos tantos recursos da sua placa.

O ideal é que isto seja feito diretamente no driver, para que todos os jogos e aplicações gráficas assumam a configuração geral como padrão.

Reduzir a qualidade de alguns efeitos que tem pouco impacto visual mas possuem alto consumo de recursos é essencial nestes casos.

3 – Configurando aplicativos e jogos

Nem todos os aplicativos e jogos tem o mesmo consumo de recursos. Alguns são leves o bastante para deixarmos todas as configurações gráficas no máximo ou próximo disto.

Nestes casos, configurar individualmente cada aplicativo é o ideal.

Alguns softwares fazem isto de forma automática, a exemplo do GeForce Experience, compatível com as placas NVIDIA, que realiza uma varredura pelos jogos instalados e os otimiza diretamente no driver.

4 – Refrigeração

Quanto melhor refrigerada estiver sua Placa de Vídeo, menos ela perderá performance em função do calor excessivo. Verifique se seu gabinete e se o cooler da Placa de Vídeo contribuem para uma boa refrigeração.

Existem softwares de monitoramento que lhe ajudarão a ficar de olho em temperaturas excessivas.

5 – Manutenção

O calor excessivo causará eventualmente perda de performance e até erros de execução em aplicações 3D em certos casos.

Uma manutenção preventiva para a limpeza das ventoinhas e aletas de refrigeração do cooler manterá sua placa livre de obstruções e devidamente refrigerada.

A troca da pasta térmica por outra de melhor condutividade também ajudará a reduzir alguns graus na temperatura da placa.

6 – Overclock

É possível aumentar os valores de frequência do processador gráfico e das memória de vídeo, afim de obter um performance acima das especificações padrões de fábrica.

Algumas placas já vem até com overclock de fábrica como atrativo a seus consumidores.

Independente disto há muitos aplicativos dedicados para o monitoramento e overclock com poucos cliques de maneira muito fácil e intuitiva.

Um deles é o MSI Afterburner que permite o controle do overclock seguro para iniciantes e ferramentas avançadas para técnicos e entusiastas que desejam um pouco mais de “aventura radical” com suas Placas de Vídeo.

7 – Softwares de otimização

Um bom exemplo é o Razer Game Booster. Ele procura por processos que possam apresentar erros no computador e que eventualmente consomem recursos da sua placa e os elimina

8 – Coolers especiais

Se você deseja utilizar a mesma placa por mais tempo, certamente se sentirá tentado a realizar um overclock. Naturalmente isto aquecerá muito mais a placa.

A troca do cooler de fábrica por um cooler mais eficiente poderá permitir valores de overclock mais extremos, aumentando consideravelmente a performance em jogos e aplicações 3D.

Existem diversos tipos de cooler passivos, ativos, a ar ou baseados em refrigeração líquida disponíveis no mercado que possam valer a pena antes de planejar o próximo upgrade de Placa de Vídeo.

Comentários

Comentários