Não há como não se encantar com teclados mecânicos. Eles são duráveis, resistentes, de resposta precisa e podem aumentar consideravelmente seu desempenho seja em jogos ou durante a digitação de longos textos.

Embora muitas vezes o design e funcionalidades possam ser um fator decisivo na hora da escolha, o tipo de switch utilizado na fabricação do teclado é que realmente fará a diferença. Isto pode confundir um pouco os consumidores que não estão familiarizados com este detalhe.

Cada switch é desenvolvido para uma finalidade específica e poder variar em sua força de atuação, sensação tátil, nível de ruído, dentre outros aspectos que juntos irão oferecer uma grande variedade de modelos.

A fabricante que mais se destacou na produção de switches para teclados mecânicos foi a Cherry, empresa alemã que popularizou seu padrão que começou a ser seguido por outras grandes marcas como Gaote, Greetech e Kaihua. Sendo assim, não somente seu formato, mas também seu padrão de cores para switches, se tornou referência.

Existem também as fabricante que não seguiram este padrão de cores, como por exemplo a Razer, que tem switches na cor verde que na verdade são pequenas variações dos modelos padronizados. Então, não se assuste caso se depare com switches de outras cores tais como roxo, branco, amarelo, etc.

Tomando o padrão da Cherry para as cores de switches, a WAZ vai explicar para você sem complicação, quais os tipos de switches existentes para teclados mecânicos e lhe ajudar a escolher o que mais se aproxima do seu perfil.

Switches lineares

Esta é uma categoria de switches que apresentam um movimento linear desde o momento do pressionar da tecla, até o fim de seu curso, retornando à posição original do mesmo modo. Como não possuem feeedback tátil, você não saberá se a tecla foi pressionada ou não.

Cherry MX Red

Um dos tipos de switches mais populares no Brasil é o Cherry MX Red. Como mencionado, trata-se de um switch linear, porém que requer pouca força de atuação. Isto significa que você não precisa pressionar a tecla até o final de seu curso para que o comando seja acionado.

Embora o curso da tecla seja de 4mm, somente 2mm são necessários para acioná-lo. Isto o torna excelente para jogos competitivos que requerem o menor tempo de resposta possível.

Cherry MX Black

Embora pouco conhecido no mercado nacional, a versão MX Black já existe a muito mais tempo. Este switch se comporta exatamente como a versão MX Red, porém com uma força de atuação maior para ser pressionado.

A vantagem nisto é que você diminuirá consideravelmente a quantidade de clicks acidentais ao eventualmente descansar os dedos sob o teclado. Esta característica é muito bem vinda em jogos de tiro em primeira pessoa, embora nada o impeça de ser utilizado em outros gêneros.

Cherry MX Silent

Fruto de um acordo comercial de exclusividade entre a Corsair e a Cherry, o switch MX Silent teve sua produção aplicada na sua primeira vez nos teclados Corsair Strafe RGB.

A diferença deste switch fica por conta do seu projeto que tucho de dois componentes que visam reduzir ainda mais o ruído das teclas. Além disto, o curso total da tecla é reduzido para 3,7mm requerendo apenas 2mm para sua ativação.

Switches táteis sem clique

Diferente dos switches lineares, nesta categoria temos um “bump” que é sentido no instante em que a tecla é pressionada. A partir do “bump” é que a tecla realmente será acionada, permitindo assim a sensação de que a tecla foi pressionada corretamente e será sentida pelos seus dedos.

Cherry MX Brown

Este é o tipo de switch que tem a característica mais evidenciada do “bump”. Para entender como teclados mecânicos funcionam na prática, o melhor exemplo que pode se dar é a utilização de um teclado que possua teclas Cherry MX Brown.

Eles possuem a mesma força de atuação do modelo Cherry MX Red, sem clique auditivo e com a mesma distância de curso e acionamento da tecla.

Switches táteis com clique

Funcionando de maneira similar a um switch tátil sem clique, aqui como o próprio nome sugere temos um ruído gerado por um grampo no curso da tecla.

Em resumo, além de sentir nos dedos o acionamento da tecla, você também poderá ouvi-la.

Cherry MX Blue

Neste switch temos além da sensação tátil e do clieque audível, uma força de atuação ligeiramente maior que o MX Blue. Ainda sim esta tecla é consideravelmente leve, proporcionando uma digitação muito agradável.

Você pode até não acreditar, mas há uma legião de consumidores que apreciam o barulho provocado por estes switches. Este é o switch com maior complexidade de fabricação e também o mais barulhento.

Um dos seus pontos negativos é que cliques duplos ou triplos podem provocar o que chamamos de histerese, que nada mais é que a distância mínima que a tecla deve ser solta para ser pressionada novamente. Então se seu jogo exige cliques rápidos e contínuos, o MX Blue não é uma boa escolha.

Conclusões

Se você gosta de jogos do gênero FPS, com teclas bastante leves e acionáveis através mínimo pressionar e não fará uso para digitação, o Cherry MX Red será ideal para você.

Se gosta de teclas mais pesadas, curte jogos de todos os gêneros, a MX Black se sairá melhor.

Gosta das características tanto na MX Red quanto da MX Black, mas se incomoda com o ruído provocados por estes switches, então mire certeiro no MX Silent.

Para quem joga e trabalha no mesmo teclado, quer teclas leves e com sensação tátil, vá de MX Brown.

E por fim, se você adora aquele barulhinho mágico das teclas sendo pressionadas, que requerem um pouco mais de força para serem pressionadas e está ciente que não deve fazer cliques super rápidos em sequência, o MX Blue vai te conquistar.

Gostou da nossa matéria?
Se gostou, acesse www.waz.com.br pois temos linhas completas de teclados mecânicos para você escolher.

Comentários

Comentários