É bastante provável que você já tenha se deparado com o termo “Thunderbolt” em meio às especificações de um MacBook, Notebook ou Ultrabook. O termo também está presente dentre as especificações das melhores Placas-Mãe do mercado e geralmente recebe destaque na embalagem das mesmas. Mas você sabe o que é a tecnologia Thunderbolt?

A WAZ vai tirar todas as suas dúvidas sobre esta tecnologia e mostrar o que ela tem a oferecer.

O que é Thunderbolt

Thunderbolt, que também já foi conhecida por Light Peak, é uma tecnologia para conexão entre computadores e periféricos, desenvolvida e anunciada pela Intel no ano de 2009 com a colaboração da Apple. A tecnologia é capaz de combinar dados, vídeo, áudio e energia, trafegando através de um único cabo.

Este projeto pretendia dobrar as velocidades prometidas pelas conexões USB 3.0 e permitiria que os sistemas de multitarefas conseguissem muito mais aplicações práticas por meio desta conexão .

Baseado nos padrões DisplayPort e PCI Express, o Thunderbolt permite conexões de altíssima velocidade a periféricos como discos rígidos, arrays RAID, sistemas de captura de vídeo e interfaces de rede, podendo  também transmitir vídeos em alta-definição usando o protocolo DisplayPort.

Além disto a porta Thunderbolt serve como fornecimento de energia elétrica de até 10 W de energia para os periféricos conectados.

A popularização da Thunderbolt

Como a Apple foi uma das pioneiras no uso da tecnologia Thunderbolt, é mais do que natural que sua principal linha de produtos, os MacBooks adotassem a tecnologia desde os modelos mais básicos até os mais caros e repletos em especificações.

Mas outras fabricantes como Aja, Apogee, Avid, Blackmagic, LaCie, Promise e Western Digital logo anunciaram a adoção ao padrão, o que contribui significativamente com a popularização da tecnologia no mercado.

Muito mais velocidade de transmissão

Enquanto o padrão USB 2.0 comum, permite a transmissão de dados em velocidades de até 480 Mbps, o que equivale ao envio de até 60 MB em um segundo, a tecnologia Thunderbolt consegue trafegar dados a até 10 Gigabits por segundo (10 Gbps), contando com o detalhe de que cada porta possui dois canais.

Sendo bidirecional, a Thunderbolt permite enviar e receber informações ao mesmo tempo. Ainda que na prática os 10Gbps sejam raramente alcançáveis, os 8 Gbps providos por uma porta Thunderbolt é muitas vezes mais rápido que o padrão Firewire 800 (800 Mbps – Megabits por segundo) e ainda mais que o padrão USB 3.0 (480 Mbps), conseguindo ser ainda mais velox que a conexão eSATA, utilizada em HDs e drives ópticos externos.

Nova tecnologia, o mesmo formato de conexão

A tecnologia Thunderbolt não trouxe somente velocidade. Ela trouxe consigo a flexibilidade do formato de uma conexão que já era utilizada pela conexão DisplayPort.

Seja através da conexão DisplayPort ou mini DisplayPort, uma conexão Thunderbolt torna-se mais versátil, pois permite conectar uma game de periféricos já existentes.

A escolha do formato não está somente relacionada à versatilidade. A Intel a fez em função do livre uso da patente da conexão DisplayPort, como uma iniciativa para incentivar as fabricantes a produzir periféricos com o formato, sem a necessidade que estas paguem royalties para a empresa detentora dos direitos da marca.

Vantagens da tecnologia Thunderbolt

Com a tecnologia ThunderBolt podemos trafegar vídeo e áudio da mesma forma que uma porta DisplayPort padrão, estando limitado é claro, às especificações técnicas de uma Placa de Vídeo. Quando o assunto é vídeo, a principal limitação quanto a resolução máxima é a placa de vídeo.

Isto significa que Placas de Vídeo mais atuais, incluindo algumas mais modestas de notebooks por exemplo, poderiam suportar dois monitores em alta-resolução. É possível conectar um monitor com conexão Mini DisplayPort a ela diretamente, ou um monitor com conexão DisplayPort, HDMI, DVI ou VGA com o auxílio de adaptadores.

A tecnologia Thunderbolt permite conectar até 6 dispositivos em uma única porta, sem degradação do barramento, embora todos os dispositivos conectados a esta porta compartilhem a banda total oferecida pela conexão. Em outras palavras se houverem vários dispositivos trafegando enormes quantidades de dados ao mesmo tempo, estes irão compartilhar a banda.

E você? Possui alguma dúvida sobre o padrão Thunderbolt?
Comente sobre o que você acha e acesse nossa loja. A WAZ tem uma série de produtos para quem é fanático por tecnologia.

 

Comentários

Comentários