Você já deve ter ouvido falar ou pelo menos lido sobre a memória Optane, cada vez mais presente nas especificações técnicas de novos modelos de Placas-Mãe.

Criada pela Intel com a pretensão de substituir os atuais SSD´s e futuramente quem sabe até as memórias do tipo DDR, utilizando a tecnologia 3DXpoint, a memória Intel Optane teve um começo modesto no mercado de componentes para computadores do tipo desktop e para notebooks.

stoneybeach_beautyangle1_rgb_lr-100702606-large

Um equívoco comum que vemos hoje, é a associação das memórias Optane à discos de armazenamento como os SSD´s. Mas não é bem assim que ela funciona.
Na verdade, cada módulos de memória Optane com interface M.2 atua como se fosse uma memória cache auxiliar para seu disco rígido, acelerando consideravelmente o tempo de leitura dos dados.

Na prática isso significa que, a inicialização do Windows do seu HD SATA convencional, terá uma performance muito similar a de um legítimo SSD. E isso a um custo relativamente menor.

O Optane é solução da Intel para a aceleração de sistemas equipados com os novos processadores de 7ª geração Intel Core, com base na tecnologia 3D XPoint, juntamente com o driver do Intel Rapid Storage Technology (Intel RST). Esta nova mídia de memória está entre o processador e os dispositivos de armazenamento baseadas em SATA – mais lento (unidade de disco rígido, SSHD ou SSD SATA). Desta maneira é possível armazenar os dados mais utilizados e programas na memória Optane para que o sistema possa acessar informações mais rapidamente e com maior capacidade de resposta de uma forma geral.

Disponível atualmente em capacidades de 16GB e 32GB os módulos Optane ainda são raros de se encontrar no Brasil e exatamente por isso o preço destas unidades possa não parecer tão convidativo ainda. Como trata-se de uma tecnologia muito recente, certamente será bastante aprimorada.

Mas e as memórias Optane para substituição das memórias padrão DDR?
Bem… A Intel pretende lançar até 2018, memórias RAM com a tecnologia 3DX Point utilizadas nas Optane.

intel-optane-memoria

Neste caso as memórias atuariam exatamente como os módulos Optane com interface M.2. Ou seja, seriam rápidas na leitura e escrita assim como as memórias RAM padrão DDR convencionais e a persistência dos dados seria mantida no disco de armazenamento, mesmo depois do desligamento do computador.

O seu preço não deve ser avaliado com base no custo por gigabyte, mas sim com base na performance pretendida. Seguindo esta linha de raciocínio, as memórias Intel Optane podem ser um bom negócio para aumentar a performance de computadores do tipo desktop e notebooks que utilizam discos convencionais.

Comentários

Comentários