Não há sensação melhor para os adoradores de filmes e séries do que uma sala escurinha e uma tela gigante para aproveitar a cena, não é mesmo? Mas montar um cineminha que se compare aos dos shoppings por aí é um pouco complicado, porém não é impossível! Já pensou em ter um em casa? Continue acompanhando o nosso artigo e confira algumas dicas para montar o seu próprio cinema em casa!

Projetor

A peça principal do cinema, o que transforma uma sala escura e uma parede branca na melhor experiência cinematográfica que você pode ter é, sem dúvidas, o projetor. E escolher um é como escolher um monitor de computador ou uma TV, mas com algumas variações: em vez de tipo de painel da tela temos luminosidade máxima e tipo da lâmpada, que vão determinar a distância máxima adequada e a duração da lâmpada, respectivamente. O importante é procurar um projetor que tenha contraste e luminosidade alta, lembrando que, quanto maior a luminosidade, mais longe o projetor pode ficar sem perder fidelidade de cor e, consequentemente, maior pode ser a tela.

wazx_cinema_projetor

Tela

A tela (ou uma parede) onde será realizada a projeção também afeta a qualidade da imagem. De paredes pintadas até telas profissionais motorizadas, as discussões são quase infinitas, mas existem algumas dicas comuns que você precisa conhecer:

  • Fundo ou borda preta de material não reflexivo elimina sangramento de luz em volta da tela e produz um efeito mais parecido com uma TV.
  • Em uma sala de cinema perfeita e sem luz ambiente, a tela branca é a melhor, mas uma tela levemente cinza ainda produzirá brancos aceitáveis e pretos mais distintos, aumentando o contraste e melhorando as cenas escuras em situações em que vedar a luz completamente é impossível ou indesejado.
  • O tamanho da tela deve ser compatível com a resolução da imagem e a distância entre a tela e a plateia. O site Is this Retina permite a você colocar o tamanho diagonal da tela em polegadas e a resolução, te dando, ainda, a distância em que não conseguimos distinguir pixels individuais, tornando a imagem mais suave. Visualizar a projeção mais perto que isso fará a tela ficar parecendo com uma peneira, ao mesmo tempo que se ela ficar muito mais longe estará desperdiçando resolução.
  • Quem já teve que sentar na primeira fileira do cinema sabe que olhar para cima por qualquer período de tempo é desconfortável, por isso, a tela deve ficar no nível do olhar.

Luz

Para ter uma boa qualidade de imagem, controlar a luz ambiente é fundamental: evite colocar a tela onde bata sol ou virada para uma janela mito grande. Se isso não for uma opção, você pode instalar cortinas blecaute e luzes fáceis de controlar.

Som

Outra peça muito importante para o seu cinema em casa é a qualidade do som: sejam caixas stereo na frente ou surround 7.1 completo, o sistema tem que ser compatível com o espaço e posicionado corretamente.

No caso das caixas stereo na frente, elas precisam estar equidistantes entre si e o ouvinte, formando um triângulo equilátero. Se você for adicionar caixas satélite atrás do ouvinte para fazer um sistema Surround, elas têm que estar mais distantes que as Stereo na frente.

A melhor posição para o subwoofer é no chão, mas a posição específica pode variar, já que sons mais graves são difíceis de localizar. Uma boa dica sobre o melhor lugar para ele é colocando-o primeiro onde você sentará, e depois ande pela sala até achar o lugar que o grave do som parece mais agradável para colocá-lo lá.

Depois de ter um cinema funcional, o resto é decoração a gosto, com luzes climáticas, cadeiras de cinemas antigos, ou até uma pipoqueira de cinema! Você já tem um cinema em casa? Quer fazer um? Vai seguir as nossas dicas? Conte pra nós através dos comentários!

Comentários

Comentários