Durante o trabalho, os componentes do computador podem ultrapassar aquela que é a temperatura considerada segura e sobreaquecer. E isso representa um perigo em vários aspectos: pode diminuir a vida útil dos equipamentos e até estragá-los instantaneamente, além de colocar em perigo a segurança do local onde o computador está instalado. A manutenção da temperatura dos componentes é essencial para o bom funcionamento do computador e, para isso, é importante saber investir em bons coolers.

O modelo mais comum de cooler é a ventoinha, responsável por retirar o ar quente de dentro do computador e levá-lo para fora. Fica a cargo destas ventoinhas ajudar na circulação do ar dentro do gabinete, contribuindo para a manutenção geral da temperatura em um nível considerado seguro. Quer saber como escolher e instalar os coolers corretos para o seu PC? Então continue acompanhando o nosso artigo!

Como escolher

Antes de começar, é importante lembrar que a maioria dos componentes dos computadores já vem com refrigeração apropriada. O seu processador e placa de vídeo, por exemplo, já vieram de fábrica com coolers e dissipadores de ar especialmente desenvolvidos para manter a temperatura correta nestes componentes específicos. Somente em dois casos é necessário considerar a substituição dos coolers de fábrica: caso eles sofram alguma avaria e parem de funcionar ou caso o usuário queira fazer overclock — uma técnica que busca aproveitar mais performance que um componente normalmente traz de fábrica.

antec_quietfan_1

A maneira ideal de escolher um cooler para o seu computador é levar em consideração as dimensões necessárias. Existem diversos tipos de componentes e vários tamanhos de coolers para eles. Certifique-se de conferir com exatidão o tamanho do componente cujo cooler você quer substituir. Geralmente, esta informação está no manual. Caso não encontre esta informação, também é possível fazer a medição você mesmo, apenas certifique-se de arredondar os valores para baixo.

Em geral, as lojas de componentes de informática exibem diversos atributos a respeito de coolers. Existem duas unidades que merecem atenção: CFM e dBA. O CFM se refere à capacidade de mover o ar. Já dBA traz uma ideia do barulho gerado pelo cooler. O ideal é encontrar um equilíbrio entre um cooler com bom CFM e um dBA não tão alto assim. Não adianta ter um cooler competente e sofrer com barulho, não é mesmo?

Como instalar

Após escolher corretamente o tipo de cooler que os componentes do seu computador necessitam, você precisará abrir o gabinete do computador para ter acesso completo às partes que precisam de refrigeração. Somente faça isso se tiver total confiança e conhecimento para manipular os componentes do computador. Do contrário, contrate um serviço que o faça.

Os principais componentes que precisam de refrigeração, como o processador ou a placa de vídeo, costumam já vir com locais especiais separados para o cooler. Eles vêm com buracos prontos para receber os parafusos que afixarão o cooler neles. Siga rigorosamente as instruções de montagem do manual do seu cooler, levando em consideração a forma correta de posicioná-lo e quais tipos de parafuso usar. Lembre-se: o ar deve ir do componente para fora, não o contrário. Planeje cuidadosamente a forma como o ar circulará pelo gabinete do seu computador.

Quando terminar, certifique-se de realizar um teste e ligar o computador para ver se todos os coolers estão funcionando corretamente. Caso algum não ligue, cheque novamente as especificações do manual e certifique-se de que o cooler foi ligado às placas e à fonte corretamente.

E então, quais modificações você pretende fazer em sua configuração? Você ainda ficou com alguma dúvida? Escreva para a gente através dos comentários!

Comentários

Comentários