Você resetou o seu Android e decidiu passá-lo para frente e comprar um novo. Até aí tudo parece ser uma ótima ideia. Mas você sabia que uma pesquisa recente, realizada pela Avast, empresa desenvolvedora de aplicativos antivírus, alertou para um grande problema que atinge milhares de proprietários de smartphones com Android? E o problema é justamente na hora limpeza de dados.

De acordo com o estudo, a opção reset de fábrica do sistema operacional não limpa totalmente as informações contidas nos aparelhos, assim como se acreditava. “Eles acreditaram que estavam fazendo uma limpeza completa, mas a reinstalação de fábrica limpa apenas a primeira camada de dados”, afirmou o presidente da divisão móvel da Avast, Jude McColgan. Você ficou assustado, não é mesmo? Mas não se preocupe, existem outras formas de garantir que o seu Android não salve as senhas, fotos ou vídeos após resetar. Acompanhe:

post-23

O teste

O exame foi realizado da seguinte maneira: via eBay, foram comprados 20 smartphones com o sistema operacional Android. Em todos foi possível obter informações dos antigos donos, utilizando apenas aplicativos básicos de recuperação de dados, como o FTK Imager. Foram obtidas mais de 40 mil fotos — sendo alguns selfies de nus masculino —, e-mails, mensagens de texto, contatos de agenda e até a identidade completa de quatro proprietários anteriores.

Inacreditável, não é mesmo? Pior ainda é quando essas informações caem nas mãos de pessoas erradas. E para evitar esse tipo de problema, você vai aprender agora como proteger seus dados e mantê-los em segurança. Confira:

Criptografe seus dados

Embora essa pesquisa esteja atrelada a uma jogada de marketing para o lançamento de um novo produto da Avast, ela serve de alerta. Muitos acreditam que a função reset de fábrica é suficiente para eliminar todos os dados do telefone. Mas está claro que isso não é verdade.

O melhor e mais indicado a se fazer é criptografar o aparelho antes de vender ou repassar a alguém. Embora um pouco mais demorado, este passo é mais seguro e não depende de nenhum aplicativo mágico de segurança.

Para proteger seus dados e garantir sua privacidade, vá em “configurações” e, em seguida, “segurança”. O sistema pedirá a definição de uma senha de bloqueio, que será solicitada toda vez que o dispositivo for ligado. Após ler as instruções na tela, basta confirmar a operação, que leva alguns minutos, dependendo da quantidade de dados contidos no aparelho. Por conta disso, em alguns casos, o telefone precisa estar conectado ao carregador ou com a carga da bateria acima de 80%.

passo21

Formatação completa

Agora que suas informações estão realmente seguras, formate os dados do aparelho. O processo é bem simples e semelhante ao da criptografia: em “configurações”, na seção “pessoal” ou “contas” — os nomes são diferentes para cada versão ou tipo de aparelho —, selecione a opção “fazer o backup e redefinir”. Escolha a conta para onde será encaminhada a cópia de segurança de seus dados e a opção “restauração automática”. E por fim, clique “restaurar padrão de fábrica”.

Uma nova tela surgirá com todos os dados e contas que serão excluídas do dispositivo. Certo de sua decisão, pressione “redefinir telefone”. E pronto: o processo está feito!

O Android também disponibiliza a opção codificar e formatar o cartão SD externo. O procedimento é o mesmo que o anterior. Mas aqui fica uma dica: é muito mais seguro guardar o SD para você — caso tenha algo importante ou muito pessoal — ou formatá-lo em seu PC.

Agora é com você, leitor! Criptografe seus dados, formate seu telefone e durma tranquilo ao saber que suas informações estão protegidas e em segurança. E outra dica: na Google Play existem aplicativos mais eficazes do que a função reset do Android.

Você tem alguma outra dica importante para compartilhar conosco? Já teve algum problema com a invasão de sua privacidade? Deixe seu comentário!


Comentários

Comentários