Uma ideia inovadora, promissora e de alcance global. Sem restrições ou cobrança de taxas de transações por intermediários. Porém, ao mesmo tempo é bastante volátil e pouco seguro. Esse é o BitCoin, a moeda da internet, totalmente virtual e utilizada por pessoas do mundo inteiro.

O uso do BitCoin cresce a cada ano. Por conta disso, nesse post vamos explicar o que é o BitCoin e o porquê tantas pessoas estão aderindo.

O que é?

O BitCoin é uma moeda digital criada em 2008 por Satoshi Nakamoto. Ainda não se sabe se esse é um nome real, um apelido ou um grupo de pessoas. O lançamento se deu em 2009, quando foram emitidos os primeiros ativos eletrônicos na rede.

Apesar de virtual, esse dinheiro tem valor real. Ele foi criado, principalmente, para ser usado na compra e venda de produtos ou serviços pela internet sem precisar utilizar instituições financeiras como intermediárias para aprovar ou autorizar os negócios.

1147719_rapaz-comprou-as-bitcoins-quando-ainda-nao-valiam-muito

 

Como funciona?

O BitCoin é um programa de código aberto e utiliza uma rede peer-to-peer(ponto a ponto) para funcionar. Com base nos dados disseminados e distribuídos nessa rede, o software identifica e registra as transações realizadas com essa moeda.

Como esse programa utiliza a criptografia de chave pública, todas as transferências efetuadas são de conhecimento de todos. Entretanto, esse método permite que apenas o próprio usuário utilize seu dinheiro e também garante o total anonimato de seus membros.

Como entrar?

Para adentrar nesse sistema, é preciso ter uma carteira virtual para poder armazenar seu dinheiro e realizar as transações. Sua wallet pode ser baixada via download, em forma de aplicativo. Ela pode ser utilizada em seu computador, tablet ou smartphone. É possível também hospedá-la na internet em sites como o BlockChain, ou ainda ser administrada por terceiros.

Uma vez cadastrado, você ganhará uma identificação alfanumérica de até 34 caracteres. O usuário precisa informar esse código gigantesco para a pessoa com quem está fazendo negócio. Desse modo, ele poderá ser encontrado na rede o negócio realizado.

bc

 

Como obter BitCoins?

Existem três maneiras para isso:

  • Vender algum produto ou prestar algum serviço para outro usuário;
  • Trocar dinheiro real pela moeda digital via transferência online ou depósito bancário;
  • Minerando’ moedas. Esse termo é utilizado para quem ’empresta’ sua máquina para a rede de dados processar o dinheiro digital ou resolver problemas de criptografia. Normalmente esse ‘trabalho’ é feito de modo coletivo, pois é uma área muito competitiva e extremamente complexa.  

how-bitcoin-mining-works

Economia

A ascensão rápida dessa plataforma e a grande quantidade de negócios entre os usuários já preocupa especialistas de alguns países. Principalmente por não haver regulamentação para esse tipo de moeda.  

Atualmente estão em circulação aproximadamente 10 milhões de BitCoins. A expectativa é de que sejam gerados, em progressão geométrica, até 21 milhões de unidades dessa moeda.

Contudo, a cotação é bastante instável. Para se ter uma ideia, em Janeiro de 2013 uma unidade dessa moeda valia US$ 13. Em novembro, cada BitCoin tinha valor de US$ 1.000. Outro exemplo: em abril de 2013, no período de seis horas, um BitCoin caiu de US$ 266 para US$ 105, encerrando o dia cotado a US$ 160.

Vantagens

A principal vantagem dessa ferramenta está na facilidade de vender e comprar produtos ou serviços. Isso pode ser feito de qualquer parte do mundo, com uma moeda única e sem precisar pagar qualquer tipo de taxas por essas transferências. Isso se deve ao fato de que os negócios são estritamente pessoais, sem qualquer influência governamental ou de autoridades bancárias. Já a inflação é controlada e limitada pelo software.

Desvantagens

É preciso ter cuidado! Por ser um programa em versão beta, ele está sujeito a atualizações e mudanças. Além disso, operar com uma moeda ainda não regulamentada por nenhum governo e criptografada apenas com funções básicas de segurança, faz com que o BitCoin esteja sujeito a problemas e ‘golpes virtuais’.

Recentemente, os servidores que armazenam os BitCoins foram invadidos e hackeados. Quem perdeu dinheiro não terá como ser recompensado. Estornos, em caso de problemas na compra e venda de produtos, não são possíveis. As transações são feitas à base da confiança. Cenário ideal para os ‘espertinhos’.

Além disso, países como Rússia e China já tornaram ilegal o uso desse dinheiro virtual. Uma vez que o anonimato promovido pela ferramenta contribui para a venda de produtos ilegais, como armas e drogas, facilita a lavagem de dinheiro, a ocultação de bens e a evasão de divisas.

A ideia de criar uma moeda global é excelente e extremamente promissora, desde que regulamentada pelos órgãos competentes. Principalmente no que diz respeito aos crimes virtuais. Porém, esse sistema ainda precisa de ajustes para proporcionar mais tranquilidade e segurança aos seus usuários.

subwaybit

Agora que você sabe tudo sobre o BitCoin, conte para nós o que achou dessa novidade. Gostou? Você pretende utilizar? Quais suas impressões? Deixe seu comentário e compartilhe suas ideias conosco. Até a próxima!!!


Comentários

Comentários