Realidade virtual é uma promessa que a ficção científica nos instiga há muito tempo! A possibilidade de colocar um capacete de realidade virtual e ficar completamente imerso em um mundo 3D, entretanto, nunca se provou realidade. Mas isto pode mudar muito em breve! Conheça o Oculus Rift!

O que é ?

Oculus Rift é um HMD, ou head-mounted display. Tela montada na cabeça em bom português. Ou seja, ele é um monitor que o usuário usa em frente aos olhos, montado dentro de um case de plástico, que parece vagamente um óculos de ski gigante. Além da tela, o Oculus Rift inclui uma série de sensores, para perceber em que os movimentos da cabeça do usuário, e ajustar a imagem na tela de acordo com eles. Isto permite uma experiência de imersão bastante rica.

O projeto começou no Kickstarter, onde levantou mais de 2.4 milhões de dólares (!). Após esta rodada inicial, a empresa já levantou mais de 90 milhões para a pesquisa e desenvolvimento do produto. Sucesso absoluto. No time, além do especialista em HMDs está Palmer Luckey, que fundou a empresa e a lenda dos games e fundador da iD Software John Carmack.

john-carmack-rift

O diferencial

Kits de imersão virtual não são exatamente novidade no mundo da tecnologia. Aparelhos semelhantes já existem há algum tempo, mas são destinados a aplicações científicas e militares. E também são muito, muito caros. O que torna o Rift único é que ele foi projetado especialmente para o uso caseiro. Para gamers,mais especificamente.

Seu objetivo é “maximizar a imersão, conforto e diversão pura e desinibida a um preço que todos podem pagar”, segundo os seus criadores.

Aparentemente, eles estão indo muito bem com estes objetivos! Confira o vídeo a seguir, com as reações de várias pessoas interagindo com o Rift pela primeira vez:

Isto é sensacional, quero comprar um agora!

Opa. Calma lá. Infelizmente, a versão final do Oculus Rift não está à venda ainda. Este aparelho que você vê no vídeo é a versão de desenvolvedores do aparelho. Além de ser um pouco caro (300 doletas, direto com o fabricante) você vai ter que esperar um bom tempo até o produto chegar na sua casa, e ele ainda não tem todas as funcionalidades da versão final. Ainda há poucos softwares compatíveis com o aparelho. Muitas das versões disponíveis, de jogos e programas, são betas susceptíveis a travamentos e erros.

A versão para consumidores chega em 2014, no segundo semestre, mas a data ainda não está definida. O preço também é um mistério, mas segundo os desenvolvedores, custará menos que o kit de desenvolvimento. Melhorias previstas incluem um corpo menor e mais leve, com uma tela de melhor resolução. Na data de lançamento também já haverão mais jogos prontos para o Rift e a adoção só tende a aumentar. A espera é dura, mas para a maioria das pessoas, ainda é a melhor opção.

oculus-rift-grandmother

Você já conhecia o Oculus Rift? Vai comprar o seu quando finalmente chegarem às lojas? Ou ainda acha que essa coisa de realidade virtual é bobagem? Conte para a gente, nos comentários!


Comentários

Comentários