O avanço da tecnologia no mundo dos games é cada vez maior e mais rápido, proporcionando inovações impressionantes, jogos cada vez mais reais, dinâmicos e cheios de opções. Uma das mais recentes novidades é a que utiliza efeitos tridimensionais (3D). Objetos e personagens “saltam” da tela em direção ao jogador! E isso já pode ser explorado em dispositivos portáteis, em qualquer lugar, sem nenhum tipo de acessório extra.

Não é a primeira vez que os videogames utilizam recursos tridimensionais para surpreender o jogador. O virtual boy tentou, em 1995, falhando miseravelmente no processo. Outros vieram antes, como o Famicom 3D, um acessório de óculos 3D para o Nintendo 8bit. O Master System também tentou um acessório de óculos 3D. De novo, sem muito sucesso.

Porém, o principal diferencial do Nintendo 3DS é que ele dispensa a utilização dos tradicionais óculos especiais. Mas esse efeito funciona? Como isso é possível? Hoje, vamos explicar a feitiçaria tecnologia por trás deste feito!

nintendo-3ds-011

Como funciona a visão 3D

O efeito tridimensional, também chamado de visão estereoscópica, ocorre porque enxergamos duas imagens de pontos diferentes. Isso se dá por conta do distanciamento entre os nossos olhos na cabeça, que faz com que cada um receba cenas de maneira ligeiramente desiguais.  

Ao chegar em nosso cérebro, as figuras captadas são processadas e fundidas em uma única, promovendo a percepção de três dimensões. Por isso identificamos não só altura e largura, mas também a profundidade das coisas, que nos dá a noção de distância.

b24

Como isso ocorre no Nintendo 3DS

No dispositivo portátil, isso somente é possível graças à Barreira de Paralaxe (Parallax Barrier, em inglês). Este mecanismo, posicionado na tela do aparelho, é o responsável por distribuir e enviar as imagens em sequência para cada olho do jogador separadamente. Assim, por causa da estereoscopia, nosso cérebro une as figuras recebidas e as enxerga como uma só, com profundidade, provocando o efeito tridimensional.

Apesar de o aparelho enviar imagens simples, no Nintendo 3DS essa sensação é possível por conta da rapidez em que os quadros sequenciais são mostrados ao usuário. São trinta imagens por segundo para cada olho, que fazem o cérebro dos jogadores as transformarem em uma sequência contínua, causando a impressão de que as coisas se movem de forma fluída na tela..

Entretanto, para que a tridimensionalidade seja sentida sem a utilização de óculos especiais, o mecanismo que permite ajustar o nível do efeito 3D é imprescindível, uma vez que a sensibilidade visual varia para cada pessoa. Outro ponto fundamental dessa tecnologia é a distância. Ela funciona com perfeição apenas em espaços curtos, de, no máximo, 60 centímetros, e em ângulos específicos, com visualização frontal do aparelho.

Dessa forma, a Barreira de Paralaxe não tem aplicação eficiente em outros dispositivos, como televisores, por conta do posicionamento e da distância em que os espectadores ficam em relação à tela.

Parallax

Recomendações

Como as imagens enviadas ao nosso cérebro são muitas e de forma rápida demais, nossos olhos cansam com maior rapidez que o normal. Por isso, não é recomendado jogar durante um período longo sem pausas. Esse aparelho também não é aconselhado para crianças menores de sete anos, uma vez que os efeitos 3D podem prejudicar a visão dos pequenos. Desligar esse recurso é o mais indicado para reduzir os danos nesse caso.

Você já jogou em um 3DS? O que achou do efeito? Comente! Aproveite para perguntar sobre os eletrônicos e tecnologias que você não entende. Aqui, a WAZ explica!

Comentários

Comentários