Ficção científica e o desenvolvimento tecnológico andam lado a lado. A ficção se inspira na realidade para imaginar mundos fantásticos e como será a vida das pessoas no futuro. E do outro lado os cientistas e pesquisadores de hoje inspiram-se nas tecnologias imaginárias do amanhã para guiar o nosso próprio desenvolvimento.

O WAZx vai mostrar, na série “Ficção científica da vida real”, tecnologias que estariam à  vontade no cenário de Blade Runner, mas já estão se tornando realidade. Vamos à primeira delas!

Olha mãe, sem fios!

Em um mundo repleto de gadgets, smartphones, portáteis e tablets, existe algo que une todos eles em um enorme inconveniente: longe de uma tomada por mais que algumas horas, eles não valem nada. Tão parte da nossa vida quanto esses aparelhos, são seus carregadores, cabos e a dor de cabeça causada pela falta deles.

Estamos a ponto de distribuir energia elétrica sem fio, da mesma forma que hoje enviamos pelo ar um sinal de rádio ou internet. Basta entrar em ambiente que possua o sistema e pronto, seu aparelho já está se recarregando.

Futurista, mas nada recente

A idéia está longe de ser novidade. Mais de um século antes de você jogar o seu primeiro GameBoy, Nikola Tesla, o maior nerd da história, experimentou com transmissão de eletricidade por indução eletrostática em 1891. Já em 1893 e 1894 ele construiu postes que se mantinham acesos por energia elétrica entregue sem fio às lâmpadas! O trabalho de Tesla entretanto não rendeu frutos práticos para a transmissão em longas distâncias, e foram necessários mais de 70 anos para que as pesquisas fossem retomadas, com outros métodos e tecnologias.

Philips Sonic CareTão perto, tão longe

Na verdade, já existem vários aparelhos que fazem uso de fenômenos chamados acoplamento capacitivo e acoplamento indutivo para se recarregarem sem fios. É o caso de muitas escovas de dente elétricas, por exemplo, e de alguns smartphones, como os Lumia 820, 920 e o Nexus 4. Já existem inclusive padrões de indústria, para garantir a compatibilidade entre todos os aparelhos que quiserem adotar a tecnologia.

O problema é que, com o desenvolvimento atual, a carga só pode ser feita à distâncias muito curtas, menos de 4 centímetros. Então é necessário repousar o aparelho diretamente sobre uma base, que serve como carregador e deve estar ligada à rede elétrica. Na prática, você ainda precisa ter um carregador e ligá-lo na tomada, apenas não precisa conectar o carregador ao telefone.

Existem vantagens, claro. Sem a necessidade de um plugue ou conexão física, é muito mais fácil construir gadgets mais resistentes, a até mesmo à prova d’água. Para aparelhos como barbeadores e escovas de dente, isto garante segurança e durabilidade.

Os próximos passos

Estamos desenvolvendo métodos para transmitir energia em distâncias maiores com segurança e confiabilidade. As técnicas vão de aparelhos que fornecem energia para uma casa inteira até antenas que enviam energia até o espaço sideral. O projeto SHARP conseguiu manter um avião no ar por meses, sendo abastecido por energia transmitida de uma antena em terra.

Seja abastecendo sua escova de dentes, smartphone, notebook ou mesmo sua casa e -por quê não?- sua cidade inteira, a transmissão de energia elétrica sem fio está deixando de ser ficção científica para se tornar realidade!

Acompanhe o WAZx para saber tudo sobre a tecnologia de hoje e a de amanhã! Até a próxima!

Comentários

Comentários