Os pen drives já são uma tecnologia presente no nosso cotidiano há cerca de 13 anos. Criados nos anos 2000, eles revolucionaram a transferência e armazenamento de arquivos através da tecnologia USB num período no qual a regra eram os CDs e os disquetes (lembra deles?).

Com uma velocidade de transferência de arquivos alta em comparação à tecnologia existente e ainda a facilidade de se gravar, deletar e modificar arquivos, os pen drives se popularizaram rapidamente. Dos poucos megabytes de capacidade inicial, hoje é possível encontrar pen drives de mais de 200 GB de memória.

Mesmo com a concorrência de e-mails, que possuem capacidade de anexo de arquivo cada vez maiores e da tecnologia de armazenamento em nuvem, os pen drives mantêm seu espaço no mercado. Por isso, separamos aqui algumas dicas de utilização e cuidados para nunca ter problemas com o seu. Confira!

 

fv3_shortbody_cap_a_3

Remova o pen drive corretamente

Há quem ache que isto é frescura, mas não é. Não deixe a pressa falar mais alto! Especialistas recomendam sempre utilizar a função “remover hardware com segurança” em PCs e “ejetar” em MACs e Linux antes de desplugar o aparelho. O motivo é que enquanto o dispositivo está comunicando com o computador, há uma corrente elétrica passando pela porta USB. A função de remover pendrive faz com o computador desligue a conexão, cessando a alimentação do circuito. Isto evita que um curto circuito ocorra durante a remoção, o que poderia ocasionar perda dos dados e danos no hardware.

eject

Compre de fornecedores confiáveis

A regra é válida para qualquer dispositivo ou equipamento eletrônico: procure sempre marcas de boa reputação para evitar problemas futuros. A qualidade do material utilizado na fabricação, o modo como os circuitos são montados e o sistema de flash presentes no pen drive variam em qualidade de fabricante para fabricante. Quanto melhor a qualidade, menos chances você terá de ver seu dispositivo queimar, perder arquivos ou funcionar com lentidão.

corsair_survivor_stealth_2

Proteja seus arquivos de vírus

Pen drives são veículos potencialmente transmissores de vírus e outros malwares, pois costumam ser plugados a diversos computadores, muitos deles de terceiros. Além do risco de trazer vírus para o seu computador doméstico, há ainda o perigo de levar essas ameaças para outros ambientes que você frequente, como máquinas de amigos ou do trabalho.

A recomendação é, claro, sempre ter antivírus e antispyware instalados e atualizados no seu computador e, sempre que possível, verificar se os computadores aos quais você se conecta também possuem esses programas para uma varredura rápida nos arquivos que serão transferidos e no pen drive antes de ser desconectado.

dt101g2_-_8gb_dt101g2_angledhalfopen_8gb

Evite o calor e a umidade

O calor é um grande vilão para equipamentos eletrônicos. Além de tomar as precauções do item anterior, outra dica é não deixar o pen drive em locais com altas temperaturas, exposto ao sol ou próximo de outros aparalhos que produzam calor. Também é recomendável evitar deixar pen drives nos bolsos ou próximos ao peito, pois, além do calor, há o risco do suor danificar o equipamento.

A umidade é outro elemento que deve ser evitado. Além de proteger o pen drive do suor, é recomendável guardá-lo em capas ou dentro de mochilas e estojos. Uma limpeza periódica com pano seco também auxilia na conservação do equipamento. Limpe os contatos com um cotonete ou pano que não deixe fiapos para manter o bom funcionamento dos conectores e eviter a formação de ferrugem. Lembre-se de conferir se ficou tudo bem seco!


Não esqueça o pen drive plugado

Evite deixar o pen drive ligado por longos períodos no computador. Esses dispositivos possuem um ciclo de leitura e gravação de dados que, após muito tempo, atinge um limite. Além disso, dispositivos conectados por muito tempo correm risco se aquecerem, o que pode causar danos ao sistema. A dica é transferir para o computador os arquivos for utilizar e desconectar logo depois.

espetando-o-pendrive-no-computador-1298579280175_615x300

Faça backup dos seus arquivos

Por mais seguro que seja seu pen drive, tenha sempre cópias dos arquivos importantes no seu computador ou em outros meios, como e-mails ou armazenamento na nuvem. Os pen drives estão muito mais sujeitos à perda de dados que seu notebook, computador de casa ou HD externo. Sendo pequenos e baratos, é muito comum que as pessoas se esqueçam deles ou que os percam. Além disso, há o risco de vírus apagarem informações do dispositivo. Caso isso aconteça, procure uma assistência técnica, pois os arquivos podem ser recuperados em alguns casos.

Não edite arquivos diretamente no pen drive

Não é recomendável realizar edições nos arquivos salvos no pen drive, pois esses dispositivos possuem um número limitado de ciclos de leitura e gravação de dados. A dica é editar os arquivos no computador e transferir os aquivos para o pen drive apenas após o trabalho estar terminado. Pelo mesmo motivo, não é recomendável extrair ou “zipar” arquivos diretamente para o pen drive. Estes cuidados ajudam a prolongar a vida útil do dispositivo.

E você, conhece outras dicas para aproveitar ao máximo o pen drive sem ter problemas? Conte para a gente nos comentários!

Comentários

Comentários