Assim como um mago ou arcanista precisa de mana; Sonic, de argolas; e o heroi Link, da famosa série Zelda, de corações; o seu computador só funciona com energia. Está bem, a comparação pode ter sido grosseira, mas ela serve para lembrar que a fonte de alimentação de um PC é um dos itens essenciais para a sua máquina. De nada adianta você se preocupar apenas com placas de vídeo e processadores, negligenciar uma boa fonte e ainda esperar um bom desempenho do seu PC

Como o nome já diz, a fonte de alimentação, ou PSU (do inlgês Power Supply Unit), é a peça responsável por enviar corretamente energia para os diversos componentes do computador. Quando ela não funciona como o esperado, ela pode prejudicar o desempenho da sua máquina ou mesmo danificar componentes. Mas calma, é possível evitar que isso ocorra. Basta apenas seguir alguns passos simples na hora de escolher a fonte.

corsair fonte

O primeiro passo é saber o consumo do seu computador. Sites como o eXtreme Powerajudam a calcular o consumo de energia da sua máquina. Basta selecionar quais os componentes e configurações do seu PC que o site informa quantos Watts de potência são necessários. Com o número em mãos, uma margem de segurança é encontrar uma fonte que trabalhe com 100 W a mais que o consumo de sua máquina.

Para chegar a esse número, é preciso levar em conta dois fatores: um é a potência descrita na fonte, outro é a eficiência. A eficiência mede o quanto a fonte repassa em eletricidade e o quanto ela perde em calor. Uma fonte de 500 W com 50% de eficiência fornece menos energia que uma de 300W com 85%. Além disso, fontes mais eficientes irão contribuir menos para o aquecimento da sua máquina.

A certificação 80Plus pode ser uma mão-na-roda na hora de escolher uma fonte. Ela classifica apenas fontes que tenham pelo menos 80% de eficiência. Além disso, a certificação classifica PSUs em faixas de acordo com a eficiência. Fontes Bronze entregam de 82% a 85% de energia elétrica, já as Platinum entregam pelo menos 89%

Certificação

Eficiência

80 PLUS

80%

80 PLUS Bronze

82% a 85%

80 PLUS Silver

85% a 88%

80 PLUS Gold

87% a 90%

80 PLUS Platinum

89% a 92%

 

Outra dica é procurar uma fonte que seja compatível com a placa-mãe – e também com outros componentes que você já tenha comprado, como a placa de vídeo. Também é preciso estar atento aos conectores da fonte. Há PSUs com conectores em pino, outros em SATA, e alguns em padrões em desuso, que devem ser evitados, como os PATA.

tx850_sideview

Para finalizar, a compra da fonte deve-se prestar atenção ao ventilador (cooler), que auxilia na dispersão do calor. O ideal é que a fonte possua um bom cooler – há modelos que comportam ventiladores com diâmetro maior e que são mais silenciosos. Você pode contribuir com a ventilação investindo também em ventiladores externos. No mercado, há desde ventiladores tradicionais a coolers que utilizem sistema de água (watercooling), que são silenciosos e eficazes.


Com essas dicas na mão, ficou mais fácil comprar a fonte para o seu computador, não é?  Continue acompanhando nosso blog para mais informações sobre fontes e outros componentes para montar a sua máquina ideal.

Comentários

Comentários