Basta vermos um relâmpago e em seguida ouvirmos um trovão, que logo já bate aquele frio no estômago por causa dos picos de energia na rede elétrica, certo?
Todos nós já ouvimos pelo menos uma história, de alguém que teve problemas com seus aparelhos queimados por sobretensão ou quedas constantes no fornecimento de energia elétrica.

E considerando a malha de distribuição elétrica de nosso país, é pouco provável que tenhamos melhorias no fornecimento tão cedo.
Mas para nossa sorte, existem alguns aparelhos que podem minimizar um pouco estes eventuais problemas e proteger nossos eletro eletrônicos.

Mas você os conhece? Utiliza corretamente estes aparelhos?
Hoje, vamos explicar o que são e para que servem diversos aparelhos, tais como o no-break,  o filtro de linha, o estabilizador e o protetor contra surto.
Acompanhe com a gente e faça a escolha certa na sua próxima compra:

Protetor contra surto

Também é conhecido como DPS (Dispositivo de Proteção contra Surtos) ou supressor de surto. Sua função é proteger os aparelhos ligados a ele contra os chamados transientes. Um transiente é um pico de tensão que acontece em um intervalo muito curto, devido a uma mudança de estado no sistema. Eles são o principal motivo de queima de equipamentos eletrônicos e podem ser originados de várias maneiras, desde falhas no sistema de distribuição e fatores externos, como raios, eventos climáticos e danos nas linhas até a detonação de bombas nucleares! [A WAZ informa: em caso de detonação de bombas nucleares, sua última preocupação deve ser seu equipamento eletrônico, caia fora daí!]

O DPS -de forma simplificada- limita a tensão e corrente máximas que podem passar por ele. Se ele detecta um pico, um instante onde estes valores estão acima do permitido, ele bloqueia a passagem da energia ou desvia o excedente. Eles são usados em todo tipo de instalação elétrica, das maiores máquinas industriais e militares até os aparelhos eletrônicos residenciais. Além disto estão disponíveis em vários tipos, como disjuntores de painéis elétricos ou simples adaptadores conectados à tomada. Os DPS residenciais porém não são utilizados sozinhos, sendo que na maior parte das vezes, eles são um componente usado em outros aparelhos de proteção, o que nos leva ao nosso próximo item:

protetor conta surto clamper

Filtro de linha

O Filtro de Linha é um nome genérico para os vários aparelhos de supressão de surto domésticos. O mais comum deles é o chamado “régua” que é uma extensão elétrica com várias tomadas na ponta, dispostas em linha. Muita atenção! Nem toda extensão elétrica possui um DPS e mesmo algumas que possuem usam componentes de baixa qualidade, que não fornecem proteção adequada. Se você está comprando um filtro de linha com o objetivo de proteger seu equipamento (e não simplesmente ter mais tomadas disponíveis) deve observar a qualidade do produto e a reputação do fabricante. Você também deve  estar atento à quantidade de aparelhos que pretende ligar ao filtro e à potência destes aparelhos. Você verá no manual dos filtros de linha que eles possuem uma capacidade máxima, e você não deve tentar usá-los acima disto.

filtro-de-linha

Estabilizador

Você sabia que o Brasil é o maior fabricante de estabilizadores do mundo? Com nossa malha de energia elétrica de má qualidade, isto não é uma grande surpresa. Os estabilizadores possuem DPSs semelhantes aos dos filtros de linha em seu interior, portanto protegem aparelhos contra surtos. O benefício que eles oferecerem sobre os filtros de linha é a proteção contra sobretensãoe subtensão, que são variações duradouras acima e abaixo da tensão nominal, respectivamente. Pelo menos teoricamente. Eu explico:

Estabilizadores foram projetados para a proteção de aparelhos valvulados, que eram muito sensíveis às variações na energia. Aparelhos eletrônicos modernos são projetados para trabalhar normalmente dentro destas variações comuns da linha e não precisam de estabilizadores. Resumindo toscamente: praticamente todo aparelho eletrônico moderno tem um estabilizador interno, mais rápido e eficiente que um estabilizador de tomada destes de loja. Ainda há casos onde o uso do estabilizador é recomendado, porém nessas situações o fabricante do aparelho deve expressar isto claramente no manual e na tomada.

 

estabilizador

No-breaks

São o que há de mais completo e moderno em proteção de equipamentos elétricos. Um no-break de boa qualidade, além de fazer a proteção contra surtos e fazer uma filtragem do sinal elétrico, protege também contra quedas de tensão e falta de energia. Os no-breaks possuem uma bateria interna, que carrega enquanto o fornecimento de energia está normal. Em caso de falha, a bateria entra em ação e consegue manter os aparelhos funcionando por um determinado período de tempo. Existem no-breaks de todos ostipos e tamanhos.

Antigamente, eles eram privilégio apenas de empresas e escritórios, já que eram grandes e caros. Hoje as coisas mudaram. Modelos residenciais são pequenos e sustentam a energia funcionando por um bom tempo, sem abrir um buraco gigante na sua carteira.

no-break_sms

Mas e aí? Qual escolher?

Agora que você já entendeu as diferenças entre cada um dos tipos de protetores elétricos, vai ficar fácil escolher o mais adequado para você!

Se você quer apenas proteger seus aparelhos dos tipos de problemas mais comuns na rede elétrica, deve comprar um filtro de linha. Um de boa qualidade, não se esqueça! São aparelhos baratos, pequenos e farão um ótimo trabalho.

Se você vive em uma região onde acontecem muitos problemas na rede elétrica, sobretudo quedas de energia, opte por um no-break. Principalmente se trabalhar com um desktop! O tempo extra que o no-break manterá seu computador funcionando pode ser a diferença entre perder seu trabalho ou salvar tudo calmamente antes de desligar o computador. Procure um profissional para dimensionar o no-break certo para sua casa ou empresa, e não terá mais dores de cabeça com isto.

Mas e os estabilizadores? Provavelmente você não deve comprar um. Ainda existem alguns aparelhos que funcionam melhor ligados a estabilizadores, mas se o seu manual de instruções não diz claramente para usá-los, é melhor não comprar mesmo. A dica é usar um filtro de linha. Estabilizadores fazem barulho, gastam energia e são menos eficientes na proteção dos aparelhos.  A tendência é que eles, aos poucos, saiam do mercado.

Além destas considerações, lembre-se que o atual padrão de tomadas no Brasil segue a norma NBR 14136, com três pinos. Ainda temos em nossas residências e locais de trabalho, muitos aparelhos antigos, que utilizam tomadas fora deste padrão. Portanto, ao comprar seu aparelho, seja ele um DPS, um filtro de linha ou no-break, lembre-se de seus antigos eletro eletrônicos. Talvez seja necessário substituir os cabos removíveis por cabos regulamentados pelo atual padrão, ou mesmo utilizar-se de adaptadores.

Dica: A companhia de rede elétrica é responsável pela qualidade no fornecimento da energia. Os aparelhos que mostramos vão te proteger dos problemas mais cotidianos e evitar dor de cabeça . Mas se mesmo assim você tiver aparelhos danificados pela queda de raios ou outros problemas na rede, procure a sua companhia de energia elétrica ou mesmo a Aneel, (Agência Nacional de Energia Elétrica) e cobre seus direitos!

Tem uma história sobre isso e quer contar pra gente? Deixe seu caso aí embaixo, nos comentários!

Comentários

Comentários